Federação internacional de ginástica: como ela ajuda os atletas

0

À primeira vista, diversas pessoas desconhecem sobre os feitos da Federação Internacional de Ginástica, bem como auxilia os atletas na busca de seus sonhos no âmbito esportivo, principalmente crianças e adolescentes de baixa renda, mas que não desistem nunca de seus sonhos.

Federação internacional de ginástica como ela ajuda os atletas
Fonte/Reprodução: original

Será neste momento em que a Federação internacional de ginástica(FIG) surge, e trará conforto não só para os atletas como para as famílias dessas pessoas que estão em busca de um sonho. O esporte é a vida de diversos atletas que amam o que fazem, e necessitam de maior reconhecimento.

Quem é a Federação Internacional de Ginástica?

Primeiramente, a Federação Internacional de Ginástica, conhecida pela sigla FIG, se trata de uma entidade que representa a ginástica como um todo, bem como uma variedade de modalidades no âmbito competitivo. 

Federação internacional de ginástica como ela ajuda os atletas (2)
Fonte/Reprodução: original

Além de ser uma entidade extremamente importante para a área da ginástica, são eles que realizam toda a organização, regras e o calendário vigente de esportes. No caso do Brasil, o país é filiado desde o ano de 1951 e ao todo, há cerca de 120 federações de todo o mundo.

Qual o objetivo da Federação Internacional de Ginástica?

Sobretudo, a FPG é uma organização que não possui fins lucrativos, ou seja, sua principal finalidade é a de desenvolver todas as modalidades de ginástica. 

Significa, por outras palavras, que os profissionais inseridos nesta área são voluntários, que creem no esporte como principal ferramenta para o desenvolvimento da juventude, além de mudanças no estilo de vida dessas crianças e adolescentes.

Federação internacional de ginástica como ela ajuda os atletas (3)
Fonte/Reprodução: original

Por outro lado, a presidente Roseane Nabarrete possui um vasto conhecimento com relação às modalidades, além de ter acompanhado de perto toda a carreira de Arthur Zanetti, seu filho e campeão olímpico mundial.

Quais são as modalidades de ginástica reconhecidas pela Federação Internacional?

Conhecer as ginásticas que fazem parte da Federação Internacional de Ginástica, dentre elas estão a ginástica artística, acrobática, aeróbica, rítmica, e de trampolim.

Nas olimpíadas é possível ver e assistir todas essas modalidades praticadas por ginastas que treinaram durante 4 longos anos para conseguirem chegar ao mundial e disputar a tão sonhada medalha de ouro, trazê-la para o Brasil.

Todos os ginastas são esforçados e buscam melhorar a cada dia, com foco total na próxima olimpíada de 2024. Haverão novos participantes daqui até este ano, e é possível ter noção de o Brasil estará muito bem representado, porque o foco da FPG é ajudar crianças e adolescentes a terem um futuro excelente. 

Ginástica geral

A ginástica geral é conhecida por trabalhar os principais fundamentos desta modalidade, de modo que reúna os movimentos mais essenciais de cada modalidade, ou seja, a ginástica artística, acrobática, rítmica, aeróbica, dentre outros tipos de manifestos artísticos ou culturais.

Nesse caso, estão incluídos diretamente a dança, jogos e as brincadeiras, além de contar com o folclore, lutas e todos os esportes. Desse modo, é possível fazer o uso de fitas, bolas, arcos e as famosas traves de equilíbrio, bem como outros materiais.

Ginástica artística masculina

Percebe-se que a ginástica masculina tem uma variedade de conjuntos em aparelhos, que vão desde o solo, cavalo com arções e argolas. É notório a agilidade e força posta em todos os movimentos realizados pelos ginastas ao realizarem essas atividades.

Solo: estes exercícios devem ser realizados no solo, de modo que contenham a acrobacia e combinem seus movimentos com força, equilíbrio e possuam extrema flexibilidade, pois dessa maneira, haverá a formação de um conjunto totalmente harmônico.

Cavalo com alças: há o que se conhece por movimentos apelidados de “círculos” e no caso da movimentação pendular, “tesoura”, que precisam ser perfeitamente executados e sem qualquer parada.

Argolas: o ginasta deverá realizar a apresentação de diversos movimentos que comumente se tornaram conhecidos como “estáticos”, além de contar com os elementos de balanceio e retaguarda. No final deste movimento, será preciso concluir com a saída acrobática.

Ginástica artística feminina

Sobretudo, a ginástica artística feminina é uma das principais modalidades mais antigas dentro do conjunto olímpico. Os sistemas corporais se tornam sistematizados, pois podem ser realizados no solo ou através da ajuda de aparelhos.

No caso das provas femininas, há o salto sobre a mesa, paralelas assimétricas, trave de equilíbrio e o solo. Todas são importantes desde o período de treinamentos, como no mundial olímpico ao qual garante às atletas medalhas de bronze, prata e ouro.

Ginástica rítmica

De antemão, a ginástica rítmica se trata de movimentos corporais que são combinados com elementos do balé e danças de teatro, que comumente possuem uma belíssima harmonia em conjunto da música e o manejo.

Portanto, a ginástica rítmica nada mais é do que a modalidade de ginástica geral com uma série de movimentos influenciados de outros estilos de dança, como mencionado, o balé e danças realizadas em teatros.

Ginástica de trampolim

Nesta ginástica, os atletas devem executar uma série de saltos acrobáticos acima de um trampolim. No caso, o ginasta deverá realizar sequências compostas por cerca de 20 movimentos extremamente técnicos, que seriam: saltos mortais, duplos, quádruplos além das acrobacias e a altura dos saltos.

É preciso que o ginasta possua força, coordenação motora, bem como equilíbrio e muita flexibilidade para que possam realizar todo tipo de movimentação que estão constituídos na modalidade de ginástica acrobática.

Por conta da série de movimentos proferidos pelos atletas nessa modalidade, é necessário muito treino para evitar acidentes, além de conhecer todos os estilos de movimentos presentes na ginástica de trampolim.

Ginástica aeróbica

A ginástica aeróbica é combinada com a ginástica clássica através da junção da dança. Esse treinamento é extremamente dinâmico, pois realiza movimentos flanqueados e com música que inspiram todos os atletas presentes nas aulas. 

Note que o principal objetivo e elementos que compõem essa modalidade se dão pela coordenação motora grossa e o fitness. Neste caso, a ginástica aeróbica é variada, pois possui o step, jump, dentre outras categorias existentes neste nicho de ginástica. Todas as pessoas podem participar da aeróbica, de modo que aprendam novos exercícios e se divirtam ao mesmo tempo em que treinam.

Ginástica acrobática

Por fim, a ginástica acrobática exige que o ginasta possua força, seja ágil, além de ter uma ótima coordenação motora, e inclusive necessitar de ser flexível e bem equilibrado para evitar qualquer acidente durante a realização das manobras.

Toda a ginástica acrobática é feita por movimentos musicais, que inclusive contam com a expressão e a mobilidade do corpo muito bem alinhada e sincronizada com o ritmo da música escolhida pelo ginasta.

Os movimentos executados costumam ser muito belos e bem executados a cada manobra através da ginástica solo, que no caso, acompanham uma melodia. Ela costuma ser dividida em três âmbitos, dupla feminina, grupo feminino com três ginasticas, e há a dupla masculina e por fim, o grupo masculino que é composto por cerca de quatro ginastas.

Conclui-se que, a Federação Internacional de Ginástica é essencial na vida de todos os atletas que desejam se tornar profissionais para competir nas olimpíadas e ser orgulho para os familiares, amigos e ao país de origem ao qual o apoiará durante toda essa longa jornada. 

Por mais que as olimpíadas sejam importantes para pessoas que amam o esporte, poucos sabem sobre os obstáculos vividos por crianças e jovens para conseguirem chegar ao mesmo lugar de outros atletas profissionais e se não fosse pela FIG, não haverá uma luz no final do túnel para muitos ginastas brasileiros.

Leave A Reply

Your email address will not be published.