Ideias de atividades de geografia usando maquetes

0

Atividades com maquetes de geografia são meios bem interessantes de ajudar os alunos a entender o tema de maneira divertida. Maquetes são reproduções em miniatura de um objeto real. Inicialmente, as pessoas pensavam ser usado apenas para compreender como ficaria um prédio ou casa na venda de um stand de imóveis. 

Mas, você sabia que o seu uso é milenar? Civilizações mais antigas, como Egito, por exemplo, utilizavam maquetes dos lugares que iriam atacar para montar a sua estratégia militar. Além disso, ele é um ótimo instrumento educacional, principalmente ao explicar geografia para as crianças e jovens.

Sem contar que a maquete é um tipo de linguagem explicativa. Como resultado, possibilita diminuir a distância entre os elementos de comunicação entre o emissor e receptor. Além disso, o receptor pode decodificar a mensagem melhor através dos símbolos expostos naquela pequena representação.

Por isso, ajudarmos você a desenvolver atividades por meio de maquetes de geografia para seus alunos realizarem.

Como a maquete ajuda no desenvolvimento da educação infantil?

A visão é um dos sistemas que começa a receber estímulos assim que o bebê nasce. Por isso, a visão precisa ser estimulada a medida que o ser humano se desenvolve. Quando uma criança entra no início da fase escolar é o momento que ela consegue olhar na vertical, imitar gestos, apontar figuras, associar cores e formatos dos objetos.

Então vem a participação da maquete, que é a reprodução em miniatura não somente o objeto de estudo, mas também o seu volume e texturas, sem contar que ajuda a compreender o relevo e as estruturas de um local. Muitos pensam, primeiramente, que o uso de maquete serve apenas para a área de construção.

Como a maquete ajuda no desenvolvimento da educação infantil
Fonte/Reprodução: original

Afinal, vemos bastante este equipamento em stand de venda de projetos imobiliários, para que o cliente em potencial possa analisar como futuramente ficará aquele projeto. Entretanto, a maquete também pode ser uma ótima aliada para educação infantil, visto que as crianças precisam de meios lúdicos para entender determinados ensinamentos.

Sem contar que ao ensinar sobre as paisagens, relevo e estruturas geográficas precisam de exemplos que possam ser explicadas de uma forma bem mais visual. Afinal, como você explicará para uma criança como um vulcão entra em erupção? Este é um dos vários exemplos de como maquetes de geografia podem ajudar no desenvolvimento da educação de crianças em período escolar.

Um outro exemplo é explicar a cartografia de uma cidade e mostrar a miniatura de uma mapa da cidade ajudará uma criança a ter senso de geolocalização.

O que objetiva a construção de uma maquete?

Uma maquete resolve aliar a explicação com o visual, sem contar que traz tridimensionalmente, uma interação entre o aluno com o objeto de estudo. Esses conteúdos precisam se relacionar com o cotidiano do aluno e respeitar o desenvolvimento cognitivo dele.

Veja algumas ideias de como construir maquetes nas atividades de Geografia

Você pode trabalhar com maquetes de geografia por meio de vários materiais reaproveitáveis, como papelão, caixas, papel machê, led e, inclusive, garrafa PET. A seguir damos três ideias de construir maquetes para as aulas ficarem mais divertidas.

Veja algumas ideias de como construir maquetes nas atividades de Geografia

Fonte/Reprodução: original

Simular uma montanha

É comum explicar a cadeia de montanhas na aula de geografia. Afinal, a formação do solo somente aconteceu porque antes era uma estrutura rochosa. Se, os estudantes vivem numa cidade montanhosa, que tal produzir uma maquete para explicar aquele lugar?

Por isso, você precisa de uma chapa de papelão para suporte. O ideal é que meça com uma área de 30×30 cm², no qual você pode encontrar facilmente em uma papelaria.

Depois de estruturar a base, hora de utilizar jornais antigos para simular a rocha e seu relevo. Por isso, faça bolinhas de vários tamanhos para deixar a estrutura o mais fiel à montanha da sua cidade e com cola branca module para parece com a estrutura que será explicada. Uma dica importante é sempre pegar uma foto como referência para fazer a maquete.

Espere secar por um dia inteiro. Chegou o dia seguinte e a montanha já está feita? Hora de pegar mais papel para simular a textura da montanha. Corte o jornal em tiras e depois umedeça com mistura de cola (Proporção: 140ml de farinha/240ml de água) e água e coloque por todo o local. Por fim, espere mais seis horas para realizar a pintura.

Procure utilizar tinta a base d’água e procure cores que sejam similares da estrutura montanhosa. Se o local está envolvido por uma paisagem verde, por exemplo, utilize serragem ou papel crepom.

Se quer decorar as maquetes de geografia com elementos cenográficos, procure utilizar miniaturas vendidas em lojas de 1,99 ou através de lojas de decoração.

Simular o movimento de translação

A translação é o movimento que o Planeta Terra gira em torno do sol. Assim, os seres humanos definem as estações do ano e os dias do seu calendário. Tudo isso pode ser explicado a partir de maquetes de geografia.

Utilize um suporte de papelão 30×30 cm² de área e com uma tinta a base d’água pinte de preto e depois com uma tinta branca faça pontinhos para simular a estrela.

Agora vem a parte de simular o Planeta e o Sol. Você precisará de 5 bolinhas de isopor, em que cada 4 vão representar a Terra em cada estação do ano e o Sol.

Para fazer a maior estrela da Via Láctea, você precisa pintar de tinta as cores amarelas e deixa secar por cinco horas. E como fazer a luz do sol? por meio de um led, mais precisamente uma fita de 10 cm, associada a um controle de pilha. Muitas vezes, o isopor redondo abre os seus hemisférios. Ao abrir, você faça um orifício com uma tesoura sem ponta para caber a fita e deixa o controle na parte externa.

Utilize cola quente para fixar primeiramente o controle que acenderá o led no suporte e, posteriormente, coloque o jogo de luz no hemisfério. Por conseguinte, fixe com cola na região da base. 

Como a maioria das luzes de led são vendidas de cor transparente, elas ficam praticamente invisíveis ao olho nu. Depois, pega a outra parte do isopor e feche. Assim, o seu sol estará ponto.

Enquanto seca, a Terra você pode usar azul para representar a água e o verde os países e territórios que habitamos e espere secar por mais cinco horas. Após secar, cole um dos planetas em frente ao sol e o restante no sentido horário em um ângulo de 90 graus. Assim, suas aulas sobre o universo ficarão bem melhores.

Vulcão 

Com uma garrafa pet é possível explicar um vulcão. Afinal, a existência de vulcões, terremotos e maremotos estão ligadas com a geografia, principalmente ao explicar sobre as placas tectônicas. Observe o passo a passo.

Uma das sugestões é utilizar uma tábuda de 30x30cm de uma tábua de corte de plástico. Precisa criar uma estrutura forte para sustentar o projeto e resistente. O segundo passo é pegar uma garrafa pet de dois litros cheia e para prender você pode utilizar argila ou massa de modelar.

Em seguida, hora de fazer o vulcão para as maquetes de geografia. Crie um cone com um tecido de tela e depois cubra com argila, e o mais importante, não cubra a tampa da garrafa, é com ela que você ativará o equipamento.

Vem a parte da pintura após o papel machê secar, pinte o vulcão com uma cor escura e utilize tinta acrílica que ajudará a proteger a estrutura da umidade. Além disso, você pode utilizar o laranja para simular o topo e pedrinhas ou musgo para deixar mais natural.

Agora, durante a aula para simular a erupção, é só abrir a tampa, colocar uma bala Mentos e se afaste para não se molhar.

Ao saber da importância das maquetes de geografia para compreender melhor o que é estudado na escola. Mãos a massa e hora de montar!

Qual a importância da maquete no estudo da geografia?

A construção de maquete para geografia tem a função de representar a realidade do que é estudado e ajuda a representar o pensamento de quem a idealiza. Ou seja, uma forma de representar as vivências que as crianças passam neste período pré-alfabetização.

Para a aula de geografia é importante, pois a maquete ajuda a entender assuntos considerados complexos, além de promover inclusão social e desenvolver a percepção visual dos estudantes.

Leave A Reply

Your email address will not be published.